Arron Jordan

O que é preciso para transformar os transportes do Brasil?

Atualmente, organizações privadas, startups e instituições de pesquisa, como a Embrapii, trabalham direta ou indiretamente para o desenvolvimento de soluções inovadoras e mais eficientes para os transportes no Brasil. Afinal, esse é um dos setores que mais apresentam gargalos no país.

No entanto, com as dificuldades também podem surgir oportunidades de melhorias. Para isso, existem algumas medidas que podem ser aplicadas pelas empresas privadas que podem trazer inovações para o panorama nacional.

Separamos algumas sugestões adiante. Não deixe de conferi-las!

Investir em modalidades de transporte distintas
Para começar, é preciso diversificar os modais mais usados no Brasil, que ainda é muito dependente do transporte rodoviário. Para se ter uma ideia, em termos de logística e movimentação de cargas, a estimativa de valor do frete hidroviário pode ser, dependendo da situação, até 60% mais barato do que o valor do frete rodoviário. No entanto, somente 5% do transporte de cargas é feito pelos rios.

Isso ocorre por uma série de motivos, como falta ou baixo nível de investimentos em diferentes modais de transporte e aplicação inadequada desses recursos. Portanto, para melhorar o transporte no país, é essencial investir não só no modal hidroviário, mas também em outros, como no ferroviário e no dutoviário.

Buscar inspiração em modelos de transportes de outros países ou empresas internacionais
A busca por tecnologias e sistemas de transporte mais eficientes é um dos principais desafios das grandes metrópoles mundiais. Para solucionar esse problema, muitos países vêm desenvolvendo novas soluções de locomoção ou, ao menos, testando alternativas bem criativas.

Um exemplo foi o do ônibus que passava por cima dos carros, na China. Além dele, atualmente há várias organizações no mundo desenvolvendo modelos de veículos que voam com inspiração no funcionamento de drones.

Realizar parcerias com centros de pesquisa, universidades e empresas voltadas à inovação industrial (Embrapii)
Também é importante que as empresas de transporte ou que queiram atuar na área firmem parcerias com centros de pesquisa, universidades e outras instituições que atuam com estudos e desenvolvimento de novas tecnologias. A sinergia de esforços entre várias equipes pode gerar um cenário propício para a construção de soluções de mobilidade inovadoras e eficientes.

Um exemplo é a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), que atua no desenvolvimento de tecnologias em diversas áreas. No setor automobilístico, ela foi aprovada como coordenadora de um PP (Programa Prioritário) direcionado ao atendimento das necessidades da cadeia de fornecedores da área de logística e mobilidade. A aprovação foi feita pelo Conselho Gestor do Rota 2030.

O propósito é fortalecer as operações de PD&I (pesquisa, desenvolvimento e inovação) desse setor produtivo do Brasil, com os recursos investidos no programa. Mas esse caso da Embrapii é só um dos exemplos de projetos que podem ajudar na criação de novas soluções de transporte. É importante buscar outros e, na medida do possível, solicitar ao poder público a criação de mais a fim de fortalecer os transportes em território nacional.

Estudar condições melhores para as soluções digitais que ajudam na mobilidade urbana
Hoje em dia, passamos por uma revolução em termos de mobilidade graças aos aplicativos que permitiram compartilhar veículos de transporte ou oferecer serviços de locomoção simplificados. Veja alguns exemplos:

utilizar serviços de motorista particular de carros (Uber, 99, Cabify);

conseguir caronas (BlaBlaCar, Waze Carpool);

alugar bicicletas (Yellow, Bike Itaú);

alugar patinetes elétricos (Green, Yellow);

fretamento coletivo para viagens intermunicipais (Buser).

É importante desenvolver uma regulamentação que fomente o uso dessas soluções enquanto alia os direitos e interesses de profissionais, usuários e empresas de tecnologia. Além, é claro, de considerar o que é melhor, em termos de transporte, para as cidades brasileiras.

Por fim, vale reforçar que transformar os transportes no Brasil demanda planejamento e incentivo a soluções inovadoras, como o caso do projeto coordenado pela Embrapii. Nesse sentido, as empresas também precisam de disposição para investir recursos (dinheiro, esforço e tempo) na área, bem como é necessário paciência até que as soluções desenvolvidas gerem bons retornos não só econômicos, como também sociais.

Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais para que seus amigos e demais contatos também conheçam as dicas para transformar o transporte do país!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*